Últimas notícias

Médico do Hospital Dirceu Arcoverde em Parnaíba garante que amputação de braço do garoto de Chaval foi procedimento correto

Foto: Tiago Mendes / TV Cidade Verde
A declaração veio em resposta as denúncias feitas pela família da criança de que não havia sido informada do procedimento nem da necessidade de sua realização.


"O menino teve uma luxação exposta o que é considerada uma lesão muito grave.

A cada hora aumenta em 10% as chances de uma infecção generalizada. Levaram ele quatro horas depois do acidente. Foi encontrada areia no local do ferimento o que provavelmente poderia conter fezes de animal, pelo local onde foi a queda. Ele foi liberado, mas ao voltar para o Hospital já estava necrosando o ferimento.

O procedimento foi correto e era necessário para o caso", explicou o médico.


Fonte: Portal do Bikanca

Um comentário

Patricia Dias disse...

Com certeza o médico nunca assumiria o erro, então temos que nos obrigar a acreditar nele. A questão é que erro médico sempre tem um porém e por não sermos um deles não podermos opinar, e sabe-se bem do forte corporativismo existente.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.