Últimas notícias

RESUMO DA SESSÃO DA CÂMARA DE VEREADORES DE CHAVAL (04.02.2018)


Na manhã desta segunda-feira(04), aconteceu a primeira sessão do legislativo Chavalense, a fala do vereadores em princípio foi desejando a todos que este ano tenha mais harmonia e paz na Câmara Municipal. Também houve umas alfinetadas do Presidente Júnior Cabeção para o Vereador Dimas Filho.

Requerimentos apresentados na sessão:

Requerimento 001/2019
Solicita ao poder executivo para que seja transferida a areninha da cidade para algum bairro. Junior Cabeção

Requerimento 002/2019

Solicita ao executivo que envie o projeto de lei para analisar o projeto de lei de ampliação da carga horária dos professores de 100 para 200 horas. Italo Pacheco

Requerimento 003/2019

Solicita ao executivo juntamente com a secretaria de obras para colocação de chuveiros no Porto do mosquito. Dimas

Requerimento 004/2019

Solicita ao executivo que seja realizado reparação dos bancos do Porto do mosquito. Dimas

Requerimento 006/2019

Solicita ao executivo que seja feita conserto do bueiro na localidade do Retiro. Bola

Requerimento 007/2019

Solicita que seja registrado ao voto de pesar do Sr. Tarcisio Moreira. Bola

Requerimento 008/2019
Solicita ao executivo que ofereça cursos preparatórios ao Enem. Dimas

Também foi apresentado e colocado em votação um projeto de lei do legislativo de autoria do Vereador Bola na qual pede que executivo doe todo o dinheiro arrecadado com os feirantes para a paróquia de Chaval. 

Requerimentos e PL aprovados!

Também foram apresentados projetos de lei do executivo, entre eles um projeto de lei que visa a contratação de servidores.

PL 001/2019
Contratação de funcionários por tempo indeterminado para secretarias municipais.

PL 002/2019
Autoriza o município a ajudar financeiramente médicos do programa mais médicos que irão residir em Chaval, para garantir moradia e alimentação.

PL 003/2019
Projeto que visa atualizar o piso salarial dos professores.

PL 004/2019
Reajusta o salário de funcionários comissionados e concursados.

Nos anos anteriores, esses projetos eram votados logo na primeira sessão, porém, o Presidente da Câmara, Júnior Cabeção, resolveu colocar esses projetos em votação somente na próxima segunda-feira, dia 11.

O Presidente Júnior Cabeção, também pediu que a Secretária da Câmara que lê-se
uma mensagem do ministério público a respeito de um ofício inquérito civil público enviado pelo ministério público em abril do ano passado, segundo Júnior, na sua gestão as coisas serão mais transparentes, cutucando o ex-presidente, Dimas Filho.

Leia agora o resumo do pronunciamento de cada vereador 

Fernanda Eduardo
Disse que não votou no requerimento do vereador de ampliação dos professores porque primeiramente tem que haver uma seleção para quem realmente queira trabalhar, segundo a vereadora existe professores que não querem trabalhar e vivem tirando licenças. Também disse que não concorda com 100% da arrecadação da feira para a paróquia, pois segundo ela o dinheiro é usado para pagar as pessoas que fazem a limpeza no domingo após a feira.

Dimas Filho
Desejou boas vindas a todos e pediu que todos os vereadores possam desempenhar um excelente trabalho neste ano que se inicia. Falou sobre o inquérito que veio para casa (respondendo o vereador Júnior), e disse que na época nenhum vereador se manifestou sobre o assunto, e desta forma não levado a diante. Falou sobre o requerimentos feitos por ele e agradeceu pela aprovação de todos.

Nanoia
Pediu que esse ano todos os vereadores trabalhem com devida harmonia. Falou também sobre o projeto de ampliação da carga horária dos professores, dizendo também que existe alguns funcionários que vivem tirando licença para não ir trabalhar. Comentou sobre alguns problemas da cidade, e pediu que seja resolvido.

Patrice Brito
Falou que vai continuar sendo a voz do povo, independentemente de lado a ou b. Elogiou a comissão organizadora do campeonato de futsal, pediu que o campeonato seja na paz e harmonia.

Vereador Bola
Agradeceu a Deus por esta iniciando mais um ano no legislativo. Pediu que tudo seja feito na paz e harmonia. Disse que os professores merecem respeito, que projetos referente a essa classe deve ser analisados com cautela para que se evitem tomar decisões precipitadas. Disse que não é a favor do quanto pior, melhor. Disse também que em breve será votado o projeto de reajuste do salário mínimo. Comentou que na próxima sessão ira apresentar 4 emendas para esse projeto de contratação de funcionários. Falou sobre o dinheiro arrecadado dos feirantes, disse que nunca viu pra onde esse dinheiro vai.

Ricardo da Célia
Disse que a coisa se inverteu, e que agora a oposição tem maioria ali na Câmara, mas que jamais será contra o povo. Pediu que se tenha paz na casa. Disse que espera que seja resolvido logo o problema dos professores. Disse ser a favor da ampliação da carga horária, mas que também é a favor da contratação de funcionários, falou que não podemos pensar somente em si, pois existe muitos que também querem trabalhar.

Claudete Pinto
Pediu que o presidente seja mais ativo e que interaja mais com os colegas vereadores. Disse que a situação da saúde está em calamidade, e não sabe mais se o secretário mora em Chaval.

Italo Pacheco
Disse que o prefeito não tem responsabilidade com o povo, porque já existe 4 processos de improbidade contra ele. Disse ainda que o prefeito não tem interesse de contratar as pessoas, pois se quisesse tinha mandado o projeto de contratação antes.

Junior Cabeção
Perguntou ao vereador Dimas sobre a prestação de contas da gestão passada (O Vereador Dimas ficou de responder na próxima sessão). Disse que não sera contra o projeto de lei dos professores e nem de contratação, porém não será aprovado da forma como o prefeito quer. Logo após encerrou a sessão.

Nenhum comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.